Catálogo
Voltar atrás
-10%

O Medo do Conhecimento

Contra o Relativismo e o Construtivismo

Paul Boghossian

  • Edição Janeiro 2015
  • Colecção Filosofia Aberta
  • ISBN 978-989-616-640-3
  • Páginas 172
  • Dimensões 13,5 x 21
€13,00 €11,70

Um livro que esclarece os fundamentos do conhecimento.

O Medo do Conhecimento está traduzido para várias línguas, o que se deve, por exemplo, à relevância dos temas tratados, tanto para as ciências da natureza como para as humanidades.

O autor expõe, com rigor e imparcialidade, o que considera serem os melhores argumentos a favor das concepções relativista e construtivista da verdade, para depois avaliar criticamente os argumentos das mesmas, cujas implicações sociais, sobretudo na educação, têm sido devastadoras.

Trata-se de um livro breve, lúcido e espirituoso que mostra que a filosofia fornece um apoio sólido ao senso comum contra a ideia de que o conhecimento se resume a meras construções sociais contingentes. No entanto, o seu interesse vai além do campo da filosofia, sendo um livro escrito também a pensar no leitor comum.

Esclarece rigorosamente os fundamentos do conhecimento, da sua objectividade e da sua justificação racional, que muitos alegam terem sido seriamente abalados. As ideias de autores influentes como Rorty, Goodman e Kuhn, entre outros, são aqui examinadas e descartadas.

«Lúcido e eficaz.»

Simon Blackburn, Times Literary Supplement

«Com toda a sua sofisticação e erudição, a escrita é notavelmente clara, livre de jargão e acessível a leitores não especialistas. Tanto pelas matérias abordadas como pela execução, este livro vai ser um pequeno clássico de análise filosófica.»

J. White, Choice

«Uma proeza: suficientemente subtil e original para captar a atenção de filósofos profissionais, mas suficientemente acessível para ser lido por todo aquele com algum interesse pelo assunto. O resultado é uma das mais legíveis obras de filosofia dos últimos anos. Boghossian revela a profundidade inerente às ideias filosóficas e, ao mesmo tempo, mostra que é possível escrever sobre elas com clareza, persuasivamente e sem histerias. Este é um livro que pode ser lido numa tarde e no qual se pode pensar toda uma vida.»

William Ewal, Wall Street Journal