Catálogo
Voltar atrás
-50%

A Tragédia da Política das Grandes Potências

Livros manuseados em fim de edição com alguns pequenos defeitos na capa.

John Mearsheimer

  • Edição Janeiro 2007
  • Colecção Oportunidades | Livros em fim de edição (manuseados)
  • ISBN 978-989-616-175-0
  • Páginas 520
  • Dimensões 0 x 0
€41,39 €20,70
Indisponível

Após o final da Guerra Fria, tanto os decisores políticos como os académicos previram uma era de paz e prosperidade, uma era na qual a democracia, o livre comércio e a confiança mútua dariam as mãos para banir a guerra do globo. Com uma argúcia digna de O Príncipe, John Mearsheimer denuncia a verdade que subjaz esta ilusão idílica: num mundo onde nenhuma autoridade nacional reina sobre os Estados, as grandes potências procuram invariavelmente obter poder à custa das restantes e estabelecer-se como Estado dominante.

Num mundo onde nenhum Estado pode estar certo de que os outros não possuem intenções hostis, as grandes potências têm de proteger-se, obtendo todo o poder possível, para o caso de outro Estado se tornar agressivo. Jaz aqui a tragédia da política das grandes potências: mesmo os Estados que se satisfariam com viver em paz estão condenados a travar uma luta impiedosa pelo poder.

A teoria provocadora do "realismo ofensivo" não explica apenas por que razão as visões de um mundo harmonioso continuam a ser utópicas: revela igualmente as diferentes estratégias que as grandes potências utilizam para promover os seus interesses. Mostra, por exemplo, porque é que as grandes potências tentam transferir a tarefa do equilíbrio de poder tanto para os aliados como para os rivais e porque muitas vezes vêem com bons olhos guerras entre Estados rivais.
Os leitores encontrarão nestas páginas mais do que apenas teoria e história. Mearsheimer reflecte igualmente nas perspectivas de paz para a Europa e o Nordeste Asiático, áreas de enorme interesse estratégico para os Estados Unidos. Afirma que a relativa tranquilidade actual destas regiões não passa de um breve interlúdio na luta perene entre as grandes potências. Em especial, declara que os Estados Unidos estão condenados a desenvolver uma intensa e perigosa competição com a China, em termos de segurança.

«Em A Tragédia da Política das Grandes Potências, John Mearsheimer socorre-se de inúmeras provas e de uma lógica sofisticada para defender a sua teoria do "realismo ofensivo". Este livro insere-se (...) no conjunto das obras fundamentais sobre política internacional.»

Samuel P. Huntington, autor de O Choque das Civilizações e a Mudança na Ordem Mundial (ed. Gradiva).