Catálogo
Voltar atrás
-10%

Alterações Climáticas em Portugal

Cenários, Impactos e Medidas de Adaptação

F. D. Santos , F. D. Santos

  • Edição Janeiro 2006
  • Colecção Distribuição Gradiva
  • ISBN 989-616-081-3
  • Páginas 506
  • Dimensões 0 x 0
€25,25 €22,73
Indisponível

Com a publicação deste volume fica concluída a segunda parte do Projecto Alterações Climáticas em Portugal. Cenários, Impactos e Medidas de Adaptação (SIAM II), iniciado em 1999 sob a esclarecida coordenação de Filipe Duarte Santos, e que conheceu em 2002 a edição dos primeiros resultados, num volume dado à estampa em língua inglesa.
Através deste projecto, Portugal torna-se num dos raros países do mundo que foi capaz de aplicar à sua escala geográfica as sofisticadas metodologias de análise e prospectiva desenvolvidas no âmbito do Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas (IPCC), e que conduziram aos importantes relatórios apresentados por esta rede planetária em 1995 e 2001.
Neste estudo projectam-se diferentes cenários de alterações climáticas em Portugal, envolvendo domínios tão diversos como o dos recursos hídricos, zonas costeiras, agricultura, saúde humana, energia, biodiversidade, pescas, não esquecendo as regiões atlânticas da Madeira e Açores, ou estudos de caso como o do estuário do Sado.
Este volume consagra ao mesmo tempo um gesto cientificamente pioneiro e uma interpelação radical tanto à consciência dos actores sociais, como à responsabilidade dos agentes e instituições públicos. A mensagem é forte e clara: nas próximas décadas Portugal vai sofrer as consequências do mais rápido e arriscado processo de mudança climática global em que a humanidade se viu envolvida ao longo da sua história, pelo menos nos últimos dez mil anos.
O tempo escasseia para encontrarmos e implementarmos as medidas de mitigação e adaptação que permitam ao país atravessar esta longa crise sem fracturas sociais e clivagens regionais insustentáveis. Precisamos de inovação nos nossos sistemas económicos, nos nossos hábitos de consumo, nas nossas opções de investimento público e privado. Precisamos de um espírito ousado e pioneiro no desenho de novas políticas públicas à altura deste desafio de grandiosa dimensão.
Eis as tarefas em aberto que o Projecto SIAM ajuda a identificar para o futuro sustentável de Portugal.


Viriato Soromenho-Marques
Vice-Presidente da Rede Europeia de Conselhos do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (EEAC)