Catálogo
Voltar atrás
Novidade
-10%

A Estagnação Socialista

André Abrantes Amaral

  • Edição Outubro 2022
  • Colecção Fora de Colecção
  • ISBN 978-989-785-176-6
  • Páginas 384
  • Capa Brochada/capa mole
  • Dimensões 23,00 x 15,50
€18,00 €16,20

«É um autor sem complacência. Melhor assim. Da primeira à última página somos convidados a acompanhá-lo nessa exigência, é com ela - e cientes dela - que o seguimos pelas marés da sua escrita. Atentíssimo espectador dos anos do consulado socialista, não gostou do que viu. Não por ele ou pelo lugar político onde se situa, isso simplesmente não teria importância ou faria parte da regra do jogo. Pelo país. E eis-nos, logo à terceira linha deste “vol d’oiseau”, a entrar no fundo da matéria: é a noção de pertença ao seu “lugar” e berço que determina André Abrantes Amaral, é a pátria que decisivamente o interpela. Com uma imensa lucidez e um agudo espírito crítico que sempre me pareceram ser os seus melhores instrumentos de análise, usa uma e outro conforme o que os dias lhe reclamam de assertividade, ironia, frontalidade, discordância, estupefacção, zanga. Por vezes, combate. Ou muitas vezes. Percebemos que testemunhou tudo, e sobre parte considerável desse “tudo”, reflectiu.(...)

Se eu tivesse que resumir diria que bem lá no fundo, André Abrantes Amaral pratica a sua liberdade através da razão, com Portugal em fundo. E o que dele lembra e o que conhece de nós. Não pode ser por acaso que o título de uma destas crónicas, nos confirma isso mesmo: ‘Há que usar da razão para ser livre.’ Ele usa-a e é ainda mais livre por isso.»

Maria João Avillez, Prefácio