Newsletter
Receba as nossas novidades na sua caixa de correio.


Descarregue aqui o catálogo da editora em formato pdf.
10%
Janelas para a Filosofia
Colecção: Filosofia Aberta

Páginas: 312
Ano de edição: 2014
ISBN: 978-989-616-612-0
Capa: Brochado (capa mole)
14 €
12,60 €

Quantidade:
Sinopse

Da filosofia moral e política à filosofia da arte e da religião, da teoria do conhecimento à filosofia da ciência e à lógica, os autores apresentam‑nos alguns dos problemas, teorias, argumentos e conceitos que constituem o núcleo da reflexão filosófica e que somos incentivados a analisar e discutir. Leitura indispensável em escolas e universidades, para professores e alunos.

Todos temos vários pressupostos filosóficos, quer nos apercebamos disso quer não. Seja porque temos convicções sobre o que é correcto ou incorrecto fazer, seja porque temos convicções sobre o que é ou não justo na nossa sociedade. Este livro abre janelas para o mundo da filosofia, ajudando-nos a reflectir com autonomia sobre esses e outros pressupostos filosóficos.

Da filosofia moral e política à filosofia da arte e da religião, da teoria do conhecimento à filosofia da ciência e à lógica, este livro apresenta alguns dos problemas, teorias, argumentos e conceitos que constituem o núcleo da reflexão filosófica. As ideias não são apresentadas como dogmas mortos que nos resta apenas apreciar, mas antes como propostas vivas que urge discutir.

Este livro é do máximo interesse para qualquer pessoa dada à reflexão, curiosa acerca dos pressupostos filosóficos que inevitavelmente temos. Leitura indispensável em universidades e escolas, para professores e alunos, e com uma linguagem clara e despretensiosa, mas rigorosa e sólida, este é o livro de apresentação da filosofia que há muito fazia falta.


Será que os valores são relativos? Porquê? O que fundamenta a moral? O que é o bem último, aquilo em função do qual os outros bens são bens? E qual é o critério da acção correcta? Serão as consequências? Ou as intenções? Ou será a virtude o que mais conta na ética?

Eis algumas das perplexidades filosóficas que inauguram este livro. Conduzindo o leitor gentilmente, de maneira despretensiosa e simples, encorajando-o a reflectir por si, Janelas para a Filosofia é mais do que uma apresentação da filosofia: é um convite ao filosofar.

Em vez de dogmas mortos, as ideias dos filósofos tornam-se propostas vivas que apetece discutir. Kant e Mill, Aristóteles e Platão, Popper e Kuhn, Collingwood e Tolstói, Anselmo e Nagel, Rawls e Nozick, Gettier e Dickie -- estes são apenas alguns filósofos, antigos e contemporâneos, que somos convidados a discutir neste livro singular.

Escreveu Epicuro: «Que nenhum jovem adie o estudo da filosofia, e que nenhum velho se canse dela; pois nunca é demasiado cedo nem demasiado tarde para cuidar do bem-estar da alma. O homem que diz que o tempo para este estudo ainda não chegou ou já passou é como o homem que diz que é demasiado cedo ou demasiado tarde para a felicidade.»

Mais do que colegas, mais do que amigos, Aires Almeida e Desidério Murcho são cúmplices na paixão pela filosofia e na paixão por levar a filosofia às pessoas porque vivem o que Epicuro, como outros filósofos, sabia: que a filosofia é das coisas mais preciosas que há na vida.

Autor(es)


Aires Almeida é membro do Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa e professor de filosofia na Escola Secundária Manuel Teixeira Gomes, em Portimão. É autor de O Valor Cognitivo da Arte (2010), organizador de Dicionário Escolar de Filosofia (2.ª edição, 2009) e co-autor de Textos e Problemas de Filosofia (2006).





Desidério Murcho é professor de Filosofia na Universidade Federal de Ouro Preto, no Brasil, e autor de Filosofia em Directo (2011), Sete Ideias Filosóficas que Toda a Gente Deveria Conhecer (2011), Pensar Outra Vez (2006) e Essencialismo Naturalizado (2002), entre outros.