Newsletter
Receba as nossas novidades na sua caixa de correio.
10%
Outras Terras no Universo
Uma história da descoberta de novos planetas
Colecção: Ciência Aberta

Páginas: 248
Ano de edição: 2012
ISBN: 978-989-616-506-2
Capa: Brochado (capa mole)
15 €
13,50 €

Quantidade:
Sinopse
Com o relato, por um dos autores, da descoberta recente de um planeta com massa semelhante à da Terra.

Este livro conta a fascinante história da descoberta dos planetas. Dos planetas do nosso sistema solar, mas, sobretudo, daqueles que se acharam desde 1995 a girar em torno de estrelas distantes. Desde então o velho sonho de filósofos gregos, clérigos heréticos e astrónomos arrojados tomou corpo nas centenas de planetas extra-solares que a moderna investigação astronómica detectou na Via Láctea.

 

Escrito por um dos protagonistas destas descobertas, o astrofísico Nuno Cardoso Santos, e por dois divulgadores da astronomia, Luís Tirapicos e Nuno Crato, este é um relato dos avanços e recuos da ciência, de frustrações e conquistas, e, em última análise, da busca contemporânea por outras formas de vida no universo.

A propósito da publicação da obra Outras Terras no Universo – Uma história da descoberta de novos planetas de Nuno Cardoso Santos, Luís Tirapicos e Nuno Crato, veja o filme -
Autor(es)
Luís Tirapicos realiza actualmente estudos de doutoramento em História e Filosofia das Ciências, na Universidade de Lisboa, depois de anos de dedicação aos museus e ao jornalismo de ciência. Nesta mesma editora publicou em 2004 Trânsitos de Vénus – À Procura da Escala Exacta do Sistema Solar (co-autoria com Nuno Crato e Fernando Reis) e, em 2006, A Espiral Dourada – Coelhos de Fibonacci, Pentagramas, Cifras e Outros Mistérios Matemáticos d’ O Código Da Vinci (co-autoria com Nuno Crato e Carlos Pereira dos Santos).













Nuno C. Santos é licenciado em Física (1996) e doutorado na área da procura e estudo de planetas extra-solares pela Universidade de Genebra, Suíça (2002). Desde 2007 é investigador no Centro de Astrofísica da Universidade do Porto e no Departamento de Física e Astronomia da Faculdade de Ciências daquela Universidade. Em 2004 foi o autor principal do artigo onde se publicou a descoberta do primeiro planeta potencialmente rochoso a orbitar outra estrela. Em 2009 foi-lhe atribuído uma Starting Grant pelo European Research Council, o que permitiu criar a equipa EXOEarths, que conta com mais de 15 investigadores e estudantes de doutoramento a trabalhar na pesquisa de planetas extra-solares. Autor de mais de 180 artigos científicos em revistas internacionais, em 2010 foi um dos galardoados com o prémio internacional Viktor Ambartsumian pelos seus trabalhos sobre o estudo das propriedades das estrelas que têm planetas em órbita e sobre as suas implicações para a compreensão dos processos de formação dos planetas. É o investigador responsável em Portugal pelo projecto ESPRESSO (ESO), que visa construir um instrumento capaz de detectar planetas semelhantes à Terra a orbitar outras estrelas.





Nuno Crato, investigador e professor de matemática e estatística no ISEG, é autor de uma vasta obra de divulgação da ciência com mais de uma dezena de livros – incluindo edições internacionais – e centenas de colaborações na imprensa, rádio e televisão. Foi galardoado em 2003 com o primeiro prémio no concurso Public Awareness of Mathematics, promovido pela Sociedade Europeia de Matemática. Em 2008 a Comissão Europeia atribuiu-lhe um European Science Award pelo seu trabalho de divulgação científica.