Newsletter
Receba as nossas novidades na sua caixa de correio.


Descarregue aqui o catálogo da editora em formato pdf.
10%
CONTACTO
Autor: Carl Sagan
Colecção: Gradiva

ISBN: 979-972-662-548-3
22 €
19,80 €

Quantidade:
Sinopse
Uma reedição tão solicitada que é uma verdadeira novidade.

Pleno de suspense, veiculando inúmeros conhecimentos, rico de drama humano e surpresa, escrito com a mistura de paixão científica, sólida inteligência e grande beleza literária que distingue Carl Sagan, Contacto ultrapassa os limites convencionais da ficção científica.

É um romance autêntico, impressionante, uma grande obra literária de ficção, simultaneamente profunda e absorvente, que transporta o leitor, como os seus protagonistas, às estrelas, sem os fazer duvidar de que poderá vir a ser assim mesmo.

Em Cosmos, Carl Sagan explicou o universo; em Contacto prediz o seu futuro... e o nosso.
Autor(es)

CARL SAGAN (1934-1996) foi professor de Astronomia e Ciências Espaciais e director do Laboratório de Estudos Planetários na Universidade de Cornell. Desempenhou um papel preponderante nas missões interplanetárias das naves Mariner, Viking e Voyager, tendo sido condecorado por duas vezes com a Medalha por Feitos Científicos Excepcionais da NASA. Carl Sagan recebeu ainda o Prémio Pulitzer, assim como as mais altas distinções tanto da Academia Nacional de Ciências como da Fundação Nacional da Ciência, entre muitos outros prémios que distinguiram a sua contribuição para a ciência, a literatura, a educação e a preservação do meio ambiente. O seu livro Cosmos (que se seguiu à série de televisão homónima vencedora de um Emmy e de um Prémio Peabody) é o livro de divulgação científica em língua inglesa mais vendido de sempre. O seu romance Contacto, também um best-seller, foi adaptado ao cinema.


Carl Sagan foi dos primeiros cientistas a alertar o público para o perigo do aquecimento global e das possíveis consequências climáticas de uma guerra nuclear. Na década de 1980 iniciou uma campanha em prol de uma aliança entre religião e ciência com o objectivo de proteger o meio ambiente.


Em 1998, por ocasião da visita a Portugal da sua Mulher Ann Druyan cumprindo uma promessa de Carl Sagan que ele não viria a poder concretizar, foi distinguido com a Grã-Cruz da Ordem de Santiago de Espada pelo Presidente da República Jorge Sampaio, sendo Ministro da ciência José Mariano Gago.