Autores
Voltar atrás

Maria de Sousa

Biografia

Maria Ângela Brito de Sousa (Porto, 1939) é uma investigadora e professora universitária portuguesa.

Maria de Sousa exerceu actividade científica em Inglaterra, Escócia e Estados Unidos antes de se tornar professora Catedrática de Imunologia do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto e coordenadora de investigação no Instituto de Biologia Molecular e Celular (IBMC).

Em 1966, Maria de Sousa publicou dois artigos relatando descobertas fundamentais em imunologia referentes às distribuições de linfócitos T nos órgãos linfóides de mamíferos, na sequência de estudos realizados nos laboratórios de Experimental Biology do Imperial Cancer Research Fund em Mill Hill, Londres. Os artigos foram publicados em duas das mais conceituadas revistas científicas, o Jounal of Experimental Medicine e na revista Nature. Em 1971 descobriu um fenómeno a que deu o nome de ecotaxis, termo proposto para designar a capacidade de células de diferentes origens migrarem e organizarem-se em áreas bem delineadas dos órgãos linfóides periféricos.

Posteriormente, conduziu os seus estudos para o sistema imunológico de pacientes com uma doença genética de sobrecarga de ferro, a hemocromatose hereditária. Foi precisamente com esta área de investigação que regressou em 1985 ao Porto. A equipa que lidera está implantada no meio científico como referência no estudo desta doença, muito frequente em Portugal, e na sua relação com o sistema imunitário.

Maria de Sousa tem dado, também, um enorme contributo na vertente académica, sobretudo no ensino pós-graduado. Tendo experiência anterior nesta área, em 1996 encabeçou a fusão de três mestrados para criar o "Programa Graduado em Biologia Básica e Aplicada" (GABBA) na Universidade do Porto, o primeiro em Portugal, já identificado além-fronteiras como um programa de excelência.

Sendo uma mulher de ciência, com elevadíssima qualidade técnica e obstinado rigor académico, em 2004 o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior atribui-lhe o prémio "Estímulo à Excelência". A Universidade do Porto atribui-lhe o título de Professor Emérito em 2010. O Prémio "Universidade de Coimbra 2011" foi-lhe atribuído pelo seu trabalho sobre o sistema imunológico.

Em Janeiro de 2012, foi condecorada pelo Presidente da República Aníbal Cavaco Silva com o grau de Grande-Oficial da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada.