Catálogo
Voltar atrás
Novidade
-10%

Portugal Anticlerical

Uma História do Anticlericalismo

Luís Machado de Abreu

  • Edição Maio 2019
  • Colecção Fora de Colecção
  • ISBN 978-989-616-902-2
  • Páginas 392
  • Capa Brochada/capa mole
  • Dimensões 15x21 c/ badanas
€25,00 €22,50
Brevemente

O clericalismo é um excesso. O anticlericalismo é uma reação a esse excesso que se torna mais ou menos insuportável em diferentes graus, tempos e casos. Excesso de poder, excesso de confiança, excesso de intromissão fora da esfera própria, excesso de visibilidade ou “invisibilidade” no âmbito público secular e no domínio privado individual e familiar, excesso que se traduz num extravasar de competências e funções para além do campo de actuação espiritual e pastoral, excesso de transgressão e de falta de referencialidade moral. O anticlericalismo configura-se como um movimento de oposição, de combate, de consciência crítica em relação a esse excesso e a essa falta. O leitor tem nas mãos uma obra madura, séria e muito segura para o auxiliar na compreensão de uma das questões mais dilemáticas e problemáticas da cultura portuguesa que, recentemente, voltou a estar na ordem do dia com o mediatismo dado aos casos de abusos sexuais atribuídos aos membros do clero. Este livro é um excelente manual para nos ajudar a compreender as grandes questões que envolvem o clero católico, nas suas grandezas e misérias, e a urgência de atualização e redimensionamento da Igreja no mundo de hoje. Aliás, como bem evidencia e pensa Luís Machado de Abreu num dos capítulos notáveis e surpreendentes deste livro: “A Pastoral do Anticlericalismo”.

Adaptado do Prefácio