Catálogo
Voltar atrás
-10%

O Cérebro do Matemático

Os conceitos essenciais da matemática e cérebros que os criaram

David Ruelle

  • Edição Janeiro 2011
  • Colecção Ciência Aberta
  • ISBN 978-989-616-403-4
  • Páginas 272
  • Dimensões 0 x 0
€18,00 €16,20
Indisponível
Um livro feito de histórias de matemáticos – os seus ditos espirituosos, excentricidades, tragédias pessoais, comportamentos bizarros, acessos de loucura, fins trágicos e assombrosas descobertas de beleza sublime. Mas também um livro informativo, que explica de modo apelativo, divertido e inteligível os conceitos matemáticos em discussão e permite compreender os nossos processos de pensamento matemático e filosófico.
 
Uma abordagem a tocar a psicologia porque, como o autor afirma repetidamente, «a matemática é uma actividade humana».
 
No presente livro, David Ruelle faz uma pergunta provocadora sobre os cérebros matemáticos mais brilhantes e também mais excêntricos: estes foram brilhantes por serem excêntricos, ou foram-no apesar de o serem? De uma forma ao mesmo tempo intrigante e divertida, David Ruelle, conhecido físico-matemático que contribuiu para a criação da teoria do caos, dá-nos uma rara visão pessoal dos matemáticos célebres que conheceu – os seus ditos espirituosos, excentricidades, tragédias pessoais, comportamentos estranhos, acessos de loucura, fins trágicos e assombrosas descobertas matemáticas de beleza sublime, embora de difícil expressão.
 

É o caso do matemático britânico Alan Turing: tendo em seu abono a decifração do código alemão Enigma durante a Segunda Guerra Mundial e a concepção do computador moderno, foi condenado por «grande indecência» e morreu após ingerir um maçã envenenada com cianeto – a sua morte foi considerada suicídio, mas as dúvidas subsistem. E há outros casos: Alexandre Grothendieck, René Thom, Bernhard Riemann e Felix Klein. Contudo, o presente livro é mais do que uma relação de matemáticos e curiosidades. Cada capítulo examina uma ideia matemática importante, explorando as questões filosóficas colocadas por ela e explicando as formas de pensar verdadeiramente únicas e criativas dos matemáticos. David Ruelle mostra assim como o enquadramento matemático é adequado à formulação de perguntas filosóficas sobre o significado das coisas, a beleza e a natureza da realidade.

O Cérebro do Matemático é um livro que nos leva a ver o interior do mundo dos matemáticos, numa viagem de reflexão e profundidade que não se esquecerá facilmente.