Newsletter
Receba as nossas novidades na sua caixa de correio.


Descarregue aqui o catálogo da editora em formato pdf.
20%
Contra a Barbárie
Um alerta para os nossos dias
Colecção: Gradiva Breve

Páginas: 120
Ano de edição: 2016
ISBN: 978-989-616-755-4
Capa: Brochado (capa mole)
Dimensões: 11,5 x 16,5 cm
10,5 €
8,40 €

Quantidade:
Sinopse
Uma perspectiva histórica que contribui da melhor forma para perceber o presente.
Pequena e acessível, uma obra sem rodeios.

Klaus Mann assiste à escalada do partido nazi, à ascensão de Adolfo Hitler e ao silenciamento e esmagamento da Alemanha «dos poetas, dos pensadores e dos músicos de génio». Jovem escritor empenhado, multiplica então textos e intervenções para alertar contra a barbárie e a guerra.

Embora forçado a viver no estrangeiro, não deixa de se bater: compreendeu antes de muitos que as manifestações dos jovens nazis não eram uma simples revolta de juventude, nem fruto da humilhação por uma guerra perdida ou do desespero nascido da crise económica; tratava de denunciar uma nova barbárie, que só necessitava da indiferença e da inércia com que foi vista e tolerada para prosperar. Uma barbárie, sobretudo, que ameaçava o mundo inteiro.

Contra a Barbárie dá conta de um combate antigo com ressonâncias preocupantemente contemporâneas. A barbárie nunca está muito longe de nós – é este alerta que nos lega Klaus Mann.

Autor(es)
Klaus Mann nasceu em 1906, em Munique. Ingressou no mundo literário no início da República de Weimar. Adversário do nazismo, viu-se obrigado a deixar a Alemanha em 1933 e perdeu a nacionalidade em 1934. Suicidou-se em Cannes, em 1949. O seu talento é tão visível no romance como no ensaio, no teatro como na autobiografia. É considerado actualmente um dos mais importantes escritores alemães.