Newsletter
Receba as nossas novidades na sua caixa de correio.


Descarregue aqui o catálogo da editora em formato pdf.
10%
5 de Outubro - Uma Reconstituição
Colecção: Fora de Colecção

Páginas: 284
Ano de edição: 2010
ISBN: 978-989-616-355-6
Capa: Brochado (capa mole)
14,13 €
12,72 €

Quantidade:
Sinopse
Como a determinação e a coragem se transformaram num milagre da vontade – os dias decisivos contados passo a passo.
 
Os dias 4 e 5 de Outubro de 1910 transformaram uma monarquia secular em República Portuguesa. A determinação de poucos venceu a apatia de forças minadas por dentro ou inactivas. Nesta perspectiva, o 5 de Outubro é o milagre da vontade, antes do idílio que atravessa a cidade.
 

Na presente obra, após algumas panorâmicas apoiadas em olhares antológicos pouco conhecidos, esses dias de Outubro são contados minuto a minuto, reconstituindo, por interpostas vozes de protagonistas e seus relatórios, o momento em que Portugal adquiriu um novo rosto. A narrativa, viva e empolgada, é acompanhada de ilustrações de documentos da época, proporcionando ao leitor a participação vívida nos sobressaltos, alegrias, incertezas e entusiasmos sentidos pelos protagonistas desta página decisiva da história de Portugal.

Autor(es)



ERNESTO RODRIGUES (Torre de Dona Chama, 1956), poeta, ficcionista, crítico, ensaísta e tradutor de húngaro, é professor na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e presidente de direcção da Academia de Letras de Trás-os-Montes.

Principais obras: Várias Bulhas e Algumas Vítimas, novela, 1980; A Flor e a Morte, contos e novelas, 1983; Sobre o Danúbio, poesia, 1985; A Serpente de Bronze, romance, 1989; Torre de Dona Chama, romance, 1994; Histórias para Acordar, contos para a infância, 1996; Sobre o Danúbio / A Duna Partján, poesia e ficção, 1996; Pátria Breve, miscelânea, 2001; Antologia da Poesia Húngara, 2002. Na crítica e ensaio, seleccionamos: Mágico Folhetim. Literatura e Jornalismo em Portugal, 1998; Cultura Literária Oitocentista, 1999; Verso e Prosa de Novecentos, 2000; Visão dos Tempos. Os Óculos na Cultura Portuguesa, 2000; Crónica Jornalística. Século XIX, 2004; «O Século» de Lopes de Mendonça. O Primeiro Jornal Socialista, 2008; A Corte Luso-Brasileira no Jornalismo Português (1807-1821), 2008; 5 de Outubro – Uma Reconstituição, 2010. Responsável pelos 3 volumes de Actualização (Literatura Portuguesa e Estilística Literária) do Dicionário de Literatura dirigido por Jacinto do Prado Coelho (2002-2003), editou, entre outros, Padre António Vieira, Alexandre Herculano, Camilo Castelo Branco, Júlio Dinis, Ramalho Ortigão, Trindade Coelho, José Marmelo e Silva, António José Saraiva.