Newsletter
Receba as nossas novidades na sua caixa de correio.


Descarregue aqui o catálogo da editora em formato pdf.
10%
Cães Pretos
Autor: Ian McEwan
Colecção: Obras de Ian McEwan

Páginas: 184
ISBN: 978-972-662-313-7
12,62 €
11,36 €

Quantidade:
Sinopse
Dois jovens membros do Partido Comunista, June e Bernard, conhecem-se em Londres em 1946. Apaixonam-se perdidamente e casam-se. Durante a lua-de-mel em França, June sofre uma experiência que altera a sua vida: descobre a religião e acaba por renunciar ao partido. Cinco anos depois, June e Bernard Tremaine separam-se. Nunca chegam a divorciar-se nem a envolver-se romanticamente com outras pessoas. Embora as convicções vão enfraquecendo lentamente, Bernard mantém-se no partido até 1956. June e Bernard voltam a aparecer na história apenas 40 anos mais tarde, quando o seu genro, Jeremy, investiga a história pessoal e intelectual de ambos.

Religião versus razão. A memória de um versus a memória de outro. Amor versus existência diária. Sacrificar o individual pelo bem das massas. É disto que nos fala Cães Pretos.

Tendo como cenário a queda do Muro de Berlim, Cães Pretos recua no tempo até à Europa do pós-guerra e mostra como a guerra e os seus demónios mudaram o destino de uma família. Metafórica e literalmente, os cães pretos do título percorrem a paisagem deste romance - a Europa e a família Tremaine.

Cães Pretos mostra as qualidades e capacidades literárias de Ian McEwan, que desenvolve improváveis e excepcionais combinações de suspense, ética, filosofia e ideologia política e religiosa. Noutras mãos, semelhante mistura poderia tornar-se letal; nas mãos de McEwan, é simplesmente inebriante.

«Uma prosa magnificamente evocativa [...] A visão da Europa transmitida por este romance é aguda e vibrante, vívida na sua complexidade moral.»

NEW YORK TIMES BOOK REVIEW

Autor(es)
Ian McEwan nasceu a 21 de Junho de 1948, em Aldershot, Inglaterra.

É autor de dois livros de contos – Primeiro Amor, Últimos Ritos (Somerset Maugham Award 1976) e Entre os Lençóis – e onze romances – O Jardim de Cimento (adaptado ao cinema em 1993), A Criança no Tempo (vencedor do Whitbread Award 1987), O Inocente (adaptado ao cinema em 1993), Estranha Sedução (adaptado ao cinema em 1990), Cães Pretos, O Sonhador, O Fardo do Amor (adaptado ao cinema em 2004), Amesterdão (vencedor do Booker Prize em 1998), Expiação (prémios US National Book Critics Circle 2002 e WH Smith 2002 para o melhor livro de ficção, adaptado ao cinema por John Wright), Sábado (Prémio James Tait Black Memorial) e Na Praia de Chesil (nomeado para Galaxy Book of the Year 2008 nos British Book Awards onde o autor foi também nomeado para Reader's Digest Author of the Year). Publicou em 2009 um libreto para uma ópera de Michael Berkeley intitulado Por Ti.

Todas as suas obras são publicadas em Portugal pela Gradiva. Assinou também vários argumentos para cinema, entre os quais, The Imitation Game, The Ploughman’s Lunch, Sour Sweet e The Good Son.

Ian McEwan vive actualmente em Londres.