Newsletter
Receba as nossas novidades na sua caixa de correio.


Descarregue aqui o catálogo da editora em formato pdf.
10%
Palavras Cansadas da Gramática
Poesia e Fotografia
Autor: Yao Feng
Colecção: Cantares de amigos

Páginas: 204
Ano de edição: 2014
ISBN: 978-989-616-614-4
Capa: Brochado (capa mole)
18 €
16,20 €

Quantidade:
Sinopse

«Os textos de Yao Feng jogam com as emoções, com os afectos, com os sentimentos, num clima que se propaga ao leitor e o contagia ora mais devagar, ora quase de súbito, graças a iluminadas revelações ou epifanias que transformam alguns poemas em experiências únicas e irrepetíveis, facultadas por uma atitude de reflexão em que o pensamento, sem cristalizar em verdades definitivas, atinge fulgurantes momentos de insight – momentos que são, aliás, a pedra de toque da escrita de Yao Feng e, acrescento eu, da poesia que mais me interessa ler nos dias de hoje.»


Fernando Pinto do Amaral


«Lemos os poemas de Yao Feng com o fascínio do encontro com uma tradição poética em que a imagem cristaliza na palavra, e aí ganha a pulsação que reduz ao essencial o gesto e o verso. E também com a surpresa de uma modernidade que nos faz ver o nosso mundo numa outra perspectiva. [...]»


Nuno Júdice


«A beleza não tem país nem cultura. O amor, o ódio, a raiva ou a amizade também não. É, por isso, comovente o momento em que temos a oportunidade de ler um poeta de uma civilização tão distante da nossa, mas que tão perto nos fala ao coração.»


Carlos Morais José

Autor(es)
Pseudónimo de Yao Jingming, nascido em Pequim, 1958. Doutorou-se em Literatura Comparada pela Universidade Fudan, em Shangai. Actualmente, é Professor Auxiliar no Departamento de Português da Universidade de Macau. Além de ter traduzido para chinês dezenas de poetas portugueses, já publicou cinco obras de poesia, em chinês e em português: Nas asas do vento cego (1990), Confluência (1997), Viagem por momentos (1999), A noite deita-se comigo (2001) e Canção para longe (2006). Recebeu vários prémios e coordena a revista Poesia Sino-Ocidental. Em 2006, recebeu a insígnia da Ordem Militar de Santiago de Espada, atribuída pelo Estado português.