Newsletter
Receba as nossas novidades na sua caixa de correio.


Descarregue aqui o catálogo da editora em formato pdf.
10%
Um Olhar Sobre a Indústria de Moldes
Colecção: Fora de Colecção

Páginas: 180
Ano de edição: 2014
ISBN: 978-989-616-607-6
Capa: Brochado (capa mole)
12 €
10,80 €

Quantidade:
Sinopse

«O livro Um Olhar Sobre a Indústria dos Moldes, de Henrique Neto, não é escrito por um historiador ou historiógrafo, é sim o testemunho vivo de um marinhense, operário, técnico, dirigente, G estor e empresário. Um cidadão que nunca abdicou de assumir a participação política como actividade ao serviço de ideais sociais e do Bem Público. [...]


O objectivo com que Henrique Neto escreve o seu livro é plenamente atingido ao dar-nos conta da importância dos principais acontecimentos de quase oitenta anos da indústria de moldes, protagonizados no nosso país por gentes da Marinha Grande e de Oliveira de Azeméis.»


JOSÉ VEIGA SIMÃO, in Prefácio


Autor(es)
HENRIQUE JOSÉ DE SOUSA NETO (1936) fez o Curso Industrial em Lisboa e o Curso Comercial na Marinha Grande. Iniciou a carreira profissional como aprendiz de serralheiro numa fábrica de moldes para a indústria de plásticos na Marinha Grande, da qual chegou a director e de que, posteriormente, foi proprietário. Começou muito jovem a interessar-se pela política portuguesa. Pertenceu ao MUD-Juvenil pratica mente desde a sua constituição e ligou-se ao movimento associativo da Marinha Grande. Em 1958 participou activamente na campanha presidencial do general Humberto Delgado. Aderiu ao Partido Comunista em 1968, mas saiu em 1975, em desacordo com as posições que estavam a ser tomadas. Foi candidato da Oposição Democrática por Leiria nas eleições de 1969 à Assembleia Nacional.

Entre 1975 e o início dos anos 90 deixou a política activa, dedicando-se em exclusivo aos seus interesses empresariais. Convidado pelo Dr. Jorge Sampaio, em 1993, para aderir ao Partido Socialista, foi eleito deputado por esse Partido à Assembleia da República em 1995. No fim da legislatura voltou a abandonar a política activa. Tem publicado artigos de carácter económico e político em diversos jornais.

Fundou a Iberomoldes, S. A. em 1975 como empresa comercial, mas logo em 1976, por aquisição, enveredou pela produção industrial.

Nos anos seguintes a empresa tornou- se a holding de um pequeno grupo industrial com doze empresas e mais de um milhar de trabalhadores. Foi deste grupo que nasceu a SET, S. A., empresa de engenharia dedicada ao desenvolvimento de produtos inovadores, e a IBEROLEFF, S. A., para a produção e exportação de componentes para o sector automóvel, além de outras empresas industriais. Foi um dos fundadores da Cefamol, associação dos produtores de moldes, do Centimfe, Centro Tecnológico da Indústria de Moldes e do NERLEI em Leiria, além de activo organizador do Primeiro Congresso da Indústria de Moldes em 1986.