Newsletter
Receba as nossas novidades na sua caixa de correio.


Descarregue aqui o catálogo da editora em formato pdf.
10%
LIGAÇÕES CÓSMICAS
Autor: Carl Sagan
Colecção: Ciência Aberta

Páginas: 336
Ano de edição: 2001
ISBN: 978-972-662-813-2
17,16 €
15,44 €


Sinopse
Este livro é um monumento ao grande homem que conseguiu, apesar de fracassos e decepções, modificar a nossa visão sobre o planeta e mudar a forma como entendemos o universo."
Freeman Dyson, autor de Origins of Life


Em 1973, Carl Sagan publicou As Ligações Cósmicas, uma visão ousada do universo, que rapidamente se transformou num clássico de divulgação científica, inspirando gerações de cientistas e entusiastas da astronomia e da cultura científica. . Esse trabalho é aqui reproduzido para que uma nova geração o possa desfrutar. Sagan, no seu estilo lúcido e lírico, aborda vários tópicos, desde a astrofísica à colonização de outros mundos e à procura de inteligência extraterrestre para a qual mobilizou sobretudo jovens de todo o mundo. Comunica, como só ele soube, o seu próprio entusiasmo e admiração e relata as revelações da astronomia e a luz que lançam sobre os mais profundos problemas e preocupações humanos; temas que se revestem hoje de uma actualidade ainda maior..

Esta edição é valorizada com a inclusão de um texto de Freeman Dyson sobre a visão e as ideias de Carl Sagan e a importância do livro, uma contribuição de Ann Druyan sobre o significado cultural e um estudo de David Morrison sobre os avanços realizados desde 1973 que é um balanço sobre as previsões de Sagan.

Não se sabe que maravilhas irá revelar este terceiro milénio, mas uma coisa é certa: Carl Sagan desempenhou um papel único ao preparar-nos para elas.

Prémio John W. Campbell Memorial para o melhor livro de ciência de 1974

Carl Sagan foi professor de Astronomia e Ciências do Espaço e director do Laboratório de Estudos Planetários da Universidade de Cornell. Desempenhou um papel fundamental nas missões Mariner, Viking e Voyager e participou na formação e treino dos astronautas das naves Apollo para as viagens à Lua. Ajudou a resolver muitos mistérios no âmbito das ciências planetárias, das altas temperaturas de Vénus às mudanças sazonais de Marte. Pelas suas contribuições únicas, entre muitas outras distinções, foi agraciado pela NASA com as medalhas por feitos científicos excepcionais e por serviço público distinto (duas vezes). Recebeu também a medalha Tsiolkovsky da Federação Soviética de Cosmonautas, o Prémio John F. Kennedy da Sociedade Astronáutica Americana e o Prémio Arthur C. Clarke para Educação Espacial. O seu nome foi atribuído ao asteróide 2709. No dia 24 de Novembro de 1998, aquando da visita memorável a Portugal da sua mulher e colaboradora, Ann Druyan, e dos filhos de ambos, Sam e Sasha, foi distinguido, a título póstumo, pelo Presidente da República, Dr. Jorge Sampaio, com a grã-cruz da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada.

Autor(es)

CARL SAGAN (1934-1996) foi professor de Astronomia e Ciências Espaciais e director do Laboratório de Estudos Planetários na Universidade de Cornell. Desempenhou um papel preponderante nas missões interplanetárias das naves Mariner, Viking e Voyager, tendo sido condecorado por duas vezes com a Medalha por Feitos Científicos Excepcionais da NASA. Carl Sagan recebeu ainda o Prémio Pulitzer, assim como as mais altas distinções tanto da Academia Nacional de Ciências como da Fundação Nacional da Ciência, entre muitos outros prémios que distinguiram a sua contribuição para a ciência, a literatura, a educação e a preservação do meio ambiente. O seu livro Cosmos (que se seguiu à série de televisão homónima vencedora de um Emmy e de um Prémio Peabody) é o livro de divulgação científica em língua inglesa mais vendido de sempre. O seu romance Contacto, também um best-seller, foi adaptado ao cinema.


Carl Sagan foi dos primeiros cientistas a alertar o público para o perigo do aquecimento global e das possíveis consequências climáticas de uma guerra nuclear. Na década de 1980 iniciou uma campanha em prol de uma aliança entre religião e ciência com o objectivo de proteger o meio ambiente.


Em 1998, por ocasião da visita a Portugal da sua Mulher Ann Druyan cumprindo uma promessa de Carl Sagan que ele não viria a poder concretizar, foi distinguido com a Grã-Cruz da Ordem de Santiago de Espada pelo Presidente da República Jorge Sampaio, sendo Ministro da ciência José Mariano Gago.