Newsletter
Receba as nossas novidades na sua caixa de correio.


Descarregue aqui o catálogo da editora em formato pdf.
O Filho Eterno
Colecção: Gradiva

Páginas: 240
Ano de edição: 2008
ISBN: 978-989-616-289-4
5 €

Quantidade:
Sinopse

PRÉMIO JABUTI 2008

PRÉMIO PORTUGAL TELECOM 2008


Nada do que não foi poderia ter sido.


Esta é uma frase-chave do belo romance de Cristovão Tezza sobre o seu filho Felipe, nascido com síndrome de Down. De facto, quando olhamos para o passado, a ideia de que nada poderia ter sido diferente serve de consolo – talvez por isso a noção de destino nos seja tão cara. Mas há escolhas que fazemos diariamente, e são estas que traçam o curso da nossa vida.


Neste livro corajoso, o autor expõe as dificuldades, inúmeras, e as pequenas e saborosas vitórias de criar um filho com síndrome de Down. Do anúncio do problema à ruptura na vida do casal que este provoca e à reflexão pessoal a que obriga.


Com a precisão literária necessária ao respeito do distanciamento exigido pela forma ficcional e com o encadear de maneira clara referências pessoais e temporais díspares, Cristovão Tezza reforça, em O filho eterno, o seu lugar entre os maiores escritores brasileiros.


«Mais do que uma história de filho doente, O filho eterno é uma bela reflexão sobre a paternidade, sobre ser escritor e sobre o momento político conturbado dos anos 1980.»


«Um belo – e áspero – romance […]. Com um foco obsessivo nas percepções do pai, a narrativa explora os sentimentos mais mesquinhos desse alter ego de Tezza: a vergonha, o ressentimento que ele tantas vezes nutre em relação ao filho [deficiente] – e até o consolo vil que encontra fantasiando a morte da criança. […] Mas o romance também alcança uma delicadeza ímpar, ao retratar o progressivo envolvimento do pai literato com o filho que nunca aprendeu a ler.»


«Pergunte-se a um leitor médio, aquele que desembarca na livraria simplesmente em busca de uma bela descoberta : o que é que define uma boa leitura ? Nove entre dez dirão que boa leitura é aquela capaz de prender a atenção. Que outra coisa pode querer um autor ? E excelente leitura é aquela que arrebata. É o caso de O filho eterno. Tezza acaba de criar o Expresso 222 da literatura. As 222 páginas de O Filho Eterno voam, arrebatadoras, como se fossem vinte.»


Autor(es)
Cristovão Tezza nasceu em Lages, Santa Catarina, em 1952, mas mudou-se para Curitiba ainda criança. É considerado um dos mais importantes autores da literatura brasileira contemporânea. Além de escritor, com mais de uma dezena de livros publicados, lecciona na Universidade Federal do Paraná.

É autor, entre outros, de Trapo, O fantasma da infância, Aventuras provisórias, Breve espaço entre cor e sombra (Prémio Machado de Assis/Biblioteca Nacional de melhor romance de 1998) e O fotógrafo (prémios da Academia Brasileira de Letras e Bravo! de melhor romance do ano). Pode saber mais sobre o autor em www.cristovaotezza.com.br.