Newsletter
Receba as nossas novidades na sua caixa de correio.


Descarregue aqui o catálogo da editora em formato pdf.
Anno Domini

Páginas: 308
Ano de edição: 2008
ISBN: 978-989-616-271-9
7,5 €

Quantidade:
Sinopse
Prosseguindo o objectivo de publicar as obras de George Steiner que ainda não se encontravam disponíveis em português, a Gradiva publica um novo livro de ficção do autor. Publicado originalmente em 1964, Anno Domini inclui três histórias - Sem regresso, uma história de vingança, que tem como protagonista um ex-oficial alemão que enfrenta corajosamente a família francesa que destruiu, num regresso que reaviva angústias e rancores; O bolo, um jovem estudante resistente refugia-se num manicómio, escondendo-se dos nazis na loucura - a que não escapa quando a sua amante judia é capturada; e Delicioso Março, a história de dois amigos que jogam um jogo psicológico perigoso revelador de uma verdade devastadora acerca deles próprios e da sua amizade.

O rescaldo da guerra - e, com ele, as memórias da violência e da dor que subsistem no espírito dos sobreviventes - constitui o fio condutor destas três histórias dolorosas e intensas. Os protagonistas, todos eles vítimas de um mal-estar espiritual prolongado, nunca chegam a recuperar do horror e do estranho e secreto prazer que a guerra provoca. Como na guerra, não há finais felizes.

Em Anno Domini, George Steiner sonda os segredos inescapáveis do passado e as verdades mais cruas da alma humana.

O QUE DIZEM OS CRÍTICOS

«Anno Domini é um livro oportuno em qualquer altura, uma vez que, como todos os verdadeiros livros sobre a guerra, trata aqueles aspectos que são intemporais - a guerra enquanto sexo, a guerra enquanto amor-ódio, a guerra enquanto auto-revelação [...]. A mestria é considerável e a perspicácia, arrasadora.»

Anthony Burgess, romancista, crítico literário e compositor
Autor(es)
George Steiner nasceu em Paris em 1929. Licenciou-se na Universidade de Chicago e completou o mestrado na Universidade de Harvard, onde foi galardoado com o Bell Prize in American Literature. Doutorou-se na Universidade de Oxford que lhe atribuiu a valiosa distinção - Chancellor's Essay Prize. Em 1944 adquire a nacionalidade americana, embora tenha vivido grande parte da sua vida na Europa. Foi membro da equipa editorial da revista Economist, trabalhou no Institute for Advanced Study na Universidade de Princeton, e leccionou em Cambridge, Stanford, Yale, Genebra e na Austria. Publica artigos em jornais e revistas como a New Yorker e o Times Literary Suplement. É autor de uma obra diversificada, que inclui ficção e ensaio.
Aquando da sua recomendação para Norton Professor (um dos leitorados mais ilustres dos EUA), o júri de Harvard afirmou: "Com a sua notável fluência em diversas línguas, e o seu profundo conhecimento das literaturas e filosofias de várias culturas, Steiner é um dos maiores "comparatistas" do mundo."

Obras já publicadas pela Gradiva aqui.